Dividendos ou em Valorização

O mercado de ações oferece muitas oportunidades de ganhar dinheiro, principalmente no longo prazo. Uma das formas mais conhecidas, por exemplo, é por meio da valorização das ações no momento da venda. Ou seja, quando o preço dos papéis está mais caro do que o preço que você pagou.

No entanto, também é possível lucrar investindo em empresas que pagam bons dividendos anualmente. Dessa maneira, o investidor obtém retorno através da porcentagem de lucros que é distribuída aos acionistas de tempo em tempo.

Diante dessas possibilidades, muitos investidores costumam questionar qual a melhor estratégia: afinal de contas investir em dividendos ou em valorização? A verdade é que ambos os caminhos possuem seus prós e contras, e por isso precisam ser avaliados.

É claro que, não é porque a empresa paga dividendos, que ela não vai crescer em termos de valorização.

É importante salientar que uma coisa não anula a outra. No entanto, neste artigo, iremos explicar um pouco melhor sobre cada uma dessas duas estratégias distintas.

Se você deseja conhecer um pouco mais sobre este assunto, continue sua leitura. Aqui você vai saber melhor como funciona realmente cada uma dessas vertentes para entender um pouco mais sobre o mercado. Acompanhe!

O investimento em Dividendos

Acionistas que têm como estratégia principal investir em dividendos são aqueles que geralmente procuram na Bolsa de Valores empresas que são as maiores pagadoras. Mas o que são os dividendos, propriamente ditos? É o que vamos explicar.

Os dividendos constituem uma parte do lucro líquido de uma empresa, que é distribuída aos acionistas como forma de remuneração. Cada empresa é responsável por definir as suas próprias práticas de distribuição dos lucros e, por isso, essa informação varia.

O pagamento se dá de acordo com a porcentagem de ações que você tem da companhia: quanto mais ações você tiver, mais dividendos irá receber. Por este motivo, essa estratégia é interessante para quem deseja comprar e manter suas ações consigo, sem pensar na venda, já que estará usufruindo dos dividendos.

Outra vantagem deste tipo de investimento é que o montante recebido, mesmo que pequeno inicialmente, é isento de imposto de renda.

Empresas pagadoras de dividendos geralmente são mais estáveis e não precisam tanto do reinvestimento de lucros nela mesma para seu crescimento. No entanto, há quem veja esse ponto como negativo. Será que toda empresa faz bem em distribuir dividendos?

Responder essa pergunta vai depender de uma análise mais profunda dos números da companhia para não ter surpresas desagradáveis no meio do caminho. Afinal de contas, empresas muito endividadas, por exemplo, talvez não devessem distribuir seus lucros, mas, sim, retê-los a fim de realizarem novos investimentos.

Para concluir, é importante enfatizar que não é porque você investe em uma empresa que distribui dividendos que você não ganhará em valorização. A remuneração do investidor dependerá unicamente dos resultados sustentáveis e crescentes da empresa, e não apenas da escolha da sua estratégia.

Pontos positivos de investir em dividendos:

  • Renda extra recorrente;
  • Possibilidade de reinvestir para garantir os juros compostos;
  • Empresas mais sólidas.

Pontos negativos de investir em dividendos:

  • Empresa pode estar investindo menos nela mesma;
  • Empresa pode estar investindo menos nela mesma.

Como você vê, podem existir pontos positivos e negativos nesta estratégia, bem como em qualquer outra. Por isso, tantas pessoas ficam em dúvida na hora de investir em dividendos ou em valorização.

Vamos ver um pouco sobre a segunda estratégia

O investimento em Valorização

O investimento em valorização está diretamente relacionado com o preço das ações. Durante um pregão, esse preço varia: quando muitos acionistas estão comprando uma determinada ação, o preço da mesma tende a aumentar.

O contrário também é válido nessa outra situação: quando muitos investidores se desfazem dos papéis de determinada empresa, o valor das ações tende a cair, fazendo com que, ao menos momentaneamente, se desvalorize o capital de quem mantenha o dinheiro investido.

Isso é o que chamamos de volatilidade, ou valorização e desvalorização de ações. Quando você compra ações por um preço X e na data de venda ele está custando 2X, você teve uma valorização de 2x, e é isso que atrai muitos investidores.

São muitos os acionistas que se especializam em análises que identifiquem ações com alto potencial de crescimento no médio e longo prazo, já pensando na valorização das ações. No entanto, perceba como, diferentemente do investimento em dividendos, este investidor já compra as ações pensando em lucrar com a venda.

No entanto, são muitos os fatores que podem levar uma empresa a se valorizar ou desvalorizar com o tempo. Escândalos na política, mudanças na governança, fatores externos ou internos na própria economia, entre outros motivos, podem mexer rapidamente no preço das ações.

Por este motivo, aqui também se torna necessário uma análise mais profunda e detalhada para descobrir aquelas empresas que realmente demonstram um potencial de valorização.

Pontos positivos de investir em valorização:

  • Possibilidade de grandes lucros no médio e longo prazo;
  • Investir em empresas que estão investindo nelas mesmas visando o crescimento;
  • Empresas menores, muitas vezes oferecem ações mais baratas. E aqui, não nos referimos ao “preço da ação”, e sim ao valor que ela possui perante ao mercado, uma vez que os investidores talvez ainda não tenham percebido o potencial de crescimento da empresa.

Pontos negativos de investir em valorização:

  • Nem sempre a empresa paga bons dividendos, o que não é um problema;
  • Empresas nem tão consolidadas, muitas vezes com pouco tempo de mercado;
  • O retorno pode demorar mais do que o esperado pelo investidor.

Investir em Dividendos ou em Valorização: a conclusão

Agora que você entende melhor sobre as duas estratégias de investimento, é hora de avaliar qual seria a opção ideal para você. Mas a boa notícia é a seguinte: você não precisa escolher somente uma estratégia para a sua carteira de investimentos.

Uma boa carteira de ativos é diversificada, onde você faz aplicações diversificadas, em empresas diversificadas e estratégias diversificadas. Como você pode ver, ambos os métodos possuem seus prós e contras, então a maneira de buscar o equilíbrio é balanceá-los.

Para isso, lembre-se de levar em consideração o seu perfil de investidor: se é mais conservador, moderado ou arrojado. Investidores conservadores são aqueles que optam pelas opções mais seguras, que possuem menor rentabilidade, mas também maior segurança.

Já os investidores arrojados são aqueles que optam por uma rentabilidade maior, mesmo que isso comprometa a segurança do investimento. Os moderados, como você pode imaginar, são aqueles que mantêm o equilíbrio de ambos na carteira.

Saber qual o seu perfil irá ajudar a tomar as decisões de quais os investimentos mais apropriados e que trarão melhores resultados para o seu caso. Nestes momentos, é sempre muito bom contar com profissionais qualificados e ferramentas que poderão auxiliar no futuro.

Independentemente de você optar por investir em dividendos ou em valorização, ou até mesmo nas duas estratégias, você poderá contar com a plataforma do meusdividendos.com.

Aqui, além de você ter um banco completo de informações sobre as empresas da bolsa de valores para você analisar, você poderá registrar seus ativos e ficar de olho tanto na valorização, quanto no pagamento de dividendos, sem perder nenhum dado importante!

Saiba mais e cadastre-se aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *